Home Blog Arquivo do Blog

Conheça a história do Garfield

O gato Garfield sem dúvidas é um dos felinos mais conhecidos do mundo. Criado por Jim Davis, em 1978, o personagem conquistou o público com sua personalidade cômica, preguiçosa e sarcástica. Esse ano Garfield completa 40 anos e, em sua homenagem, vamos compartilhar um pouco de sua história com vocês.

Em junho de 1978 Jim Davis publicou o que viria a ser a primeira tirinha de seu grande sucesso. Estrelada por Garfield e seu dono Jon Arbuckle, a tirinha apresenta os personagens e Garfield já entrega sua grande paixão: a comida.

O nome Garfield foi dado em homenagem ao avô de Jim, James Garfield Davis, que faleceu quando o cartunista tinha seis anos. Para Jim, seu avô era como o gato “Ranzinza por fora, mas com um coração mole por dentro”.

Em 1980 é lançado seu primeiro livro “Garfield at Large”. Na obra o personagem aparece de visual novo, com olhos ovais e mais magro, consequência de uma dieta forçada por John. O livro liderou os mais vendidos do New York Times por quase 2 anos.

A popularidade do felino laranja rendeu seu primeiro especial de TV em 1982. O sucesso de “Here comes Garfield” (“Aí vem o Garfield!”) foi tanto que em 1985 foi criado o desenho “Garfield on the town” com novos personagens. A fama rendeu até premiação nos Emmys (o Oscar da TV americana).

Em 1988 chegou a hora dos novos personagens ganharem mais destaque. Foi lançado o desenho “Garfield e Seus Amigos” onde Jon e Odie passaram a ter papéis de maior relevância.

Em 2003 Garfield completou 25 anos, e em comemoração a data Jim Davis lançou uma série de tirinhas onde o primeiro Garfield se encontrava com o dos dias atuais  e falavam sobre as mudanças que ocorreram.

Também em comemoração do seu aniversário foi lançado em 2004 o primeiro longa do personagem “Garfield: O Filme”. O sucesso nas vendas garantiu a sequência do filme.

Após um tempo parado, Garfield voltou a ativa em 2009 com o desenho “O Show do Garfield”. Feita com computação gráfica, a série é exibida até hoje nos canais infantis.

Esse ano o Garfield completa 40 anos e em sua homenagem foi montado um parque com muitas opções de diversão, que já rodou vários países e agora estará no Taguatinga Shopping. A melhor parte é que o próprio Garfield estará no mall, para encontros especiais com as crianças, todos os finais de semana.

E essa é a história de como o gato mais ranzinza do entretenimento vem conquistando o mundo com suas piadas irônicas e carisma sem igual. Gostou? Então dá um pulo aqui no shopping e passa no “Parque do Garfield”. Amanhã é a estreia, mas o parque vai estar funcionando até dia 14 de outubro. Não perca essa chance, hein!

Comentários desativados em Conheça a história do Garfield

Pets: amor incondicional!

Nesta semana, o Brasil inteiro ficou revoltado com o caso das cachorrinhas que foram agredidas pelo ex-noivo da sua tutora. Muita gente se mobilizou – famosos, ONGs, protetores de animais e todo mundo que tem um bichinho de estimação e sabe o quanto eles são especiais – e pediu por justiça. Canais de comunicação continuam divulgando o desenrolar do caso e eu, como me identifico com o assunto e acredito que ele merece destaque, resolvi fazer um post especial aqui no blog sobre adoção responsável, como denunciar maus tratos e outros assuntos relacionados à proteção animal

Todas as ONGs e os protetores independentes de animais fazem um super trabalho de conscientização sobre dois temas principais: respeito aos animais e adoção responsável. E é com eles que eu vou começar o post de hoje. 🙂

 pata

Vivemos em uma sociedade onde presenciamos a exploração de animais em vários níveis, mas essas situações e locais, como zoológicos, aquários e shows com bichos, estão relacionados à nossa cultura. Então, como crescemos sendo culturalmente educados a achar normal ver um leão preso em zoológico ao invés de estar vivendo em seu habitat natural, a ver baleias fazendo shows com humanos ao invés de estarem com suas famílias no oceano e a ver cães e gatos serem vendidos, é difícil “retirar essa venda” e perceber o quanto somos egoístas.

Não podemos julgar toda uma sociedade que tem enraizado em sua cultura essa “mania” de explorar animais, mas podemos mostrar o quanto isso é cruel. Por isso, antes de ir ao zoológico ou a qualquer show que envolva um animal, faça esse exame de consciência. Nós somos seres mutáveis e mudar é bom, principalmente quando envolve respeito às outras espécies. 🙂 Todos os seres vivos merecem viver em seu próprio habitat, junto de suas famílias, manadas, matilhas… Em um lugar onde eles tenham o direito de ir e vir preservado.

Antes, eu amava o zoológico porque amava os bichos. Hoje, eu odeio o zoológico porque eu amo os bichos.

leões

Se além de respeitar os animais, vocês querem ter um bichinho para chamar de seu melhor amigo, é necessário se atentar a alguns cuidados. A minha primeira recomendação é: ADOTE. Na maioria das vezes, as mães dos animais que encontramos a venda em petshops ou em feiras, são exploradas e obrigadas a terem uma ninhada a cada cio.  Sem os devidos cuidados, carinho e atenção, essas cadelas definham a cada parto.

Há quem diga que existem canis sérios, onde a reprodução dos animais é feita com responsabilidade, mas eu continuo acreditando que animais não são mercadorias e que há exploração sim quando alguém tem uma renda a partir da procriação de animais que em nada são beneficiados por isso. Nesses casos, mais uma vez, nos deparamos com uma prática cultural e de novo eu convido vocês a pensarem a respeito. 😉

 adoção

Para adotar um amigo, vocês podem procurar uma feira de adoção ou ir a petshops que fazem doação de animais ao invés de venda. Em Brasília acontecem diversas feirinhas organizada por ONGs. Uma delas, realizada pelo Abrigo Flora e Fauna, acontece todos os sábados na quadra 108 da Asa Sul. Além disso, você também pode visitar os abrigos (Augusto Abrigo, Abrigo SOS Quatro Patinhas) e o próprio Centro de Zoonoses de Brasília para conhecer os animais e deixar um deles roubar seu coração. Porte pequeno, médio ou grande, dócil, brincalhão, manso, tranquilo, agitado, branco, preto, pintado… Tem de tudo, gente!

Na hora de adotar, é preciso pensar bastante, afinal você estará levando para casa uma vida que dependerá de você por mais de 10/15 anos (no caso de filhotes). As bolinhas de pelo fofinhas e encantadoras vão crescer, e volta e meia também precisarão de cuidados especiais junto ao veterinário. É necessário ter paciência para o processo de adaptação do animalzinho na sua casa: ensinar onde fazer as necessidades, desapegar de sapatos e móveis que eventualmente serão mastigados (rs) e por aí vai.

 cachofilhos

Animais precisam de espaço, carinho e atenção. Por isso, é muito importante levar em consideração o porte do animal e o tamanho do seu quintal, ou se não tiver quintal, a sua disponibilidade para passeios com mais frequência. A família viaja muito, com quem ele ficará? Se ele adoecer, há recursos financeiros para cuidar dele? Se ele tiver um comportamento que não é o ideal, haverá paciência para lidar com isso? Se depois de refletir sobre todas essas questões, vocês tiverem a certeza de que é isso que querem… Parabéns, vocês estão prontos para adotar um amigo e serem amados incondicionalmente! 😉

Respeitem, cuidem, amem e protejam seu animal. Vale ressaltar que a castração também é uma forma de amor e é uma atitude muito importante, assim vocês previnem seu bichinho de doenças e ainda ajuda a controlar a superpopulação de animais e o abandono.

Se vocês presenciarem uma situação de maus tratos, não fiquem em silêncio. Animais são indefesos e nós somos a única voz que eles têm.  No site do ProAnima vocês encontram várias formas de ajudar em casos de agressões, desde conversar com o agressor até entrar em contanto com as autoridades locais e pedir intervenção policial e jurídica. É importante lembrar que maus tratos de animais é crime e deve ser denunciado.

Espero que vocês tenham gostado desse post especial. Fiquem a vontade para deixar um comentário ali embaixo com fotos dos os seus melhores amigos peludos! 🙂

Comentários desativados em Pets: amor incondicional!