Home Blog Arquivo do Blog

TGS em campo: Seleção de curiosos

A Seleção Brasileira esteve presente em todas as edições da Copa do Mundo, conquistou cinco títulos e se tornou a equipe de maior renome no futebol mundial.

O título e a fama são ótimas recompensas pelas performances da seleção até hoje, mas os fatos que o tempo esqueceu também fazem valer o suor dessas conquistas. Por isso, separamos algumas curiosidades para que você torça com mais conhecimento:

1 – O Maior público da história dos mundiais

Em 1950, Brasil e Uruguai protagonizaram a decisão do campeonato no que foi a partida de maior público já disputada na história das Copas.

O jogo aconteceu no Maracanã e o público total foi de 199.854 pessoas. Infelizmente a força do povo não foi suficiente para garantir a vitória da seleção, que perdeu por 2×1 para a equipe uruguaia na partida que ficou conhecida como “Maracanazzo”.

2 – Nasce a “Amarelinha”

Depois do desastre do “Maracanazzo” foi decidido que o tradicional uniforme branco da seleção não seria mais utilizada. Abriu-se um concurso no jornal carioca Correio da Manhã para definir a nova vestimenta dos jogadores.

O vencedor foi o desenhista Aldyr Schlee, que propôs calções azuis e camisas amarelas. Em 1954 a seleção jogou a primeira Copa vestindo amarelo e popularizou a tradicional “amarelinha”.

3 – O jogador mais jovem a marcar um gol

Com apenas 17 anos e 239 dias, o futuro rei do futebol conquistou a primeira de suas muitas conquistas em Copas do mundo. Nas quartas de final da Copa de 1958, aos 21 minutos do segundo tempo, Pelé fez o gol que o consagrou como jogador mais jovem a fazer um gol no torneio.

Naquele mesmo ano o Brasil conquistou o primeiro de seus cinco títulos mundiais.

4 – O fundo do poço

Em 1934 a FIFA optou por realizar um torneio sem fase de grupos. Na ocasião, a seleção disputou apenas uma partida contra a Espanha e perdeu por 3 a 1 no que seria a pior colocação da seleção brasileira na história, ficando em 14º.

5 – O verdadeiro camisa 10

Em meios as muitas conquistas do rei Pelé, uma que é pouco citada é a de segurar a camisa 10 da seleção por quatro edições da Copa do Mundo. O craque vestiu a camisa em quatro edições do torneio. Logo atrás vêm Rivellino, Zico e Rivaldo, todos com duas.

Não deixe de acompanhar a seleção de posts nas nossas redes sociais para saber ainda mais! 😉

Comentários desativados em TGS em campo: Seleção de curiosos

Os favoritos da Copa

Falta menos de uma semana pra começar a Copa do Mundo da Rússia! Com os resultados dos amistosos e de campeonatos anteriores, já dá pra ter uma ideia dos favoritos desse ano. São equipes que possuem tradição, ótimos jogadores e tudo o que é necessário pra ganhar um Mundial. Vamos saber um pouquinho mais sobre esses países que já deram seu cartão de visita?

Brasil

O topo da lista dos favorito! Cabeça de chave do grupo E, o time comandado pelo técnico Tite fez uma recuperação perfeita nas eliminatórias da Copa, com dez vitórias e dois empates, conquistando 32 pontos. Uma equipe consistente, que une qualidade com segurança defensivo e conta com alguns dos melhores jogadores do mundo: como o goleiro Alisson e o atacante Neymar.

Apesar de ter se contundido recentemente, o camisa 10 ainda é a grande estrela do time! O jogador até garantiu um dos gols da vitória contra a Croácia nos Amistosos da Seleção. Casemiro, Marcelo, Gabriel Jesus e Philippe Coutinho são outros grandes craques que serão responsáveis por levar o Brasil para seu quinto título mundial.

Alemanha

Está logo abaixo no favoritismo. Tetracampeã e última vencedora do torneio mundial, terminaram as eliminatórias na liderança do Grupo C, com 100 % de aproveitamento (10 vitórias em 10 jogos) e 30 pontos ganhos.

Na Copa 2018, a Alemanha é cabeça de chave no grupo F, considerado um dos mais difíceis por contar também com México (que tem tradição de jogar muito bem nas fases de grupos das Copas do Mundo) e Suécia. Comandada pelo técnico Joachim Low, a seleção conta com o craque Toni Kroos, do Real Madrid, um meia marcador, que organiza as jogadas e ainda ataca. A Alemanha ainda tem o ponta-esquerda Müller e um centroavante jovem de velocidade, Timo Werner. Khedira, Kroos, Ozil são outros craques que completam bem o elenco.

Argentina

O vice campeão de 2014 quase ficou de fora dessa Copa. Mas o craque Lionel Messi reergueu o time e conquistou a vaga no jogo final, contra o Equador. O time ganhou forças, mas será que as chances de levar essa taça estão todas nos pés de Messi?

O técnico Jorge Sampaoli é o responsável por montar a equipe que vai para a Rússia com nomes como os meias Mascherano e Di María, além dos atacantes Sergio Agüero e Gonzalo Higuaín.

França

Campeã mundial em 1998, a França é a cabeça de chave do grupo C e deve passar fácil como líder do grupo.  Comandada por Didier Deschamps, garantiu a liderança nas eliminatórias com sete vitórias, dois empates e uma derrota. É um time que tem uma boa força física e um poderio ofensivo muito forte, com jogadores como Antoine Griezmann e Olivier Giroud no ataque e Paul Pogba comandando o meio-campo.

Espanha

A campeã do mundo em 2010 saiu de maneira vergonhosa da última Copa, sendo eliminada ainda na fase de grupos galeada pela Holanda e perdendo pro Chile. Mas, para chegar a Copa da Rússia 2018, foram nove vitórias e apenas uma derrota nas eliminatórias. A seleção entrou no grupo B e vai disputar o primeiro lugar com seu grande adversário Portugal, de Cristiano Ronaldo.

Com grande consistência defensiva, é um time que articula bem as jogadas, gosta de trabalhar a bola e conta com um alto nível de inteligência. Um dos craques da seleção, o Iniesta não é o mesmo em termos físicos, mas o talento e experiência são pontos positivos.Jogadores como Carvajal, Sergio Ramos, Busquets e David Silva são um diferencial.

Agora que você sabe um pouco mais sobre os times, já salva a tabela pra não perder nenhum jogo da primeira rodada:

Eu já tô em contagem regressiva pra Copa do Mundo, e você?

Comentários desativados em Os favoritos da Copa